Detalhes

Detalhes do Software

  • Nomeação de fibras: o que está ligado a cada ponta e a possibilidade de nomear cada fibra.
  • Navegação entre caixas: Possibilidade de navegar de uma caixa para outra através do cabo que as liga.
  • Navegação entre elementos: Quando um elemento referencia outro é possível centralizar o elemento referenciado ou entrar diretamente em sua tela de detalhes e edição.
  • Editor e Visualizador de caixas: Interface otimizada para desenho muito rápido do interior de caixas (splitters, fusões, conexões). Conceito de templates que permite desenhar/implantar caixas praticamente prontas.
  • Operações em lote: Não só retângulos, mas polígonos complexos podem ser usados para definir áreas e, dentro dessas áreas, executar operações em lote para um, alguns ou todos os elementos de um tipo (Postes, Caixas, Cabos, etc).
  • Edição de elementos: Não só a criação e exclusão de elementos são fáceis de executar, como também a edição, de forma a gerar o mínimo retrabalho possível ao editar postes, caixas, clientes.
  • Busca de melhor caminho: Ao lançar um novo cabo, sistema calcula o melhor caminho viável entre dois pontos, utilizando cabos já lançados, quando possível
  • Busca de elementos: Interface avançada e integrada para buscar elementos por tipo e nome, localização por endereço ou coordenadas.
  • Topologias livres: Não há limites para o desenho de topologias, como por exemplo múltiplas Central Offices, vários cabos passando por uma caixa.
  • Iluminação: Iluminação em ambas as direções, destacando os caminhos do sinal óptico, desde uma porta de equipamento, passando por cabos, interior de caixas e, finalmente, clientes.
  • OTDR:Representação no mapa de um ponto de acordo com a distância indicada por um OTDR.
  • Orçamento de potência:Extrato do orçamento de potência discriminando a atenuação inserida por cada elemento de rede (incluindo cabos) em um caminho em qualquer ponto da rede.
  • Terminações de caminho:Informa onde uma um caminho inicia e termina na rede (trechos entre splitters, clientes e equipamentos).
  • Ocupações de cabo: Informação da quantidade de fibras em uso ou livre e o que está conectado em cada ponta.
  • Status de elementos: É possível diferenciar partes da rede que estão em projeto, implementado ou mesmo certificado.
  • Níveis hierárquicos: Cabos e caixas podem ser organizados em níveis hierárquicos de rede.
  • Tipos de elementos:Sistema permite a personalização de tipos de elementos (caixas, cabos, splitters, fusões, conectores, DIOs, equipamentos) dando total liberdade ao usuário para personalizar os elementos que vão compor sua rede, incluindo informações referentes a marcas e modelos dos mesmos.
  • Topologias de rede:Suporte a redes balanceadas e desbalanceadas.
  • Splitter 2xN:Já é possível mapear redes que utilizam splitters 2xN para topologias de proteção.
  • DIO:Elementos de DIO para fazer um desacoplamento organizado entre cabos e equipamentos.
  • Equipamentos: Definição de tipos de equipamentos e papel de suas interfaces, inclusive com parâmetros de potência e ocupação máxima, quando aplicável.
  • Caminhos válidos:É possível ensinar para rede quais os caminhos são possíveis para lançamentos de cabo e viabilidades comerciais.
  • Análise de problemas de rede: Algoritmo avançado, proprietário, para cruzar informações de problemas na rede com o desenho da rede para apontar elementos com alta probabilidade de serem os causadores de falhas.
  • Painel de problemas: Painel em tempo real que mostra em um mapa onde estão os problemas ativos a cada instante.
  • Croqui de instalação: Imagem de croqui de instalação indicando o caminho mais curto entre um cliente e sua caixas de atendimento, gerando economia de cabos em todas as instalações e gerando uma distribuição saudável de clientes nas caixas de atendimento.
  • Níveis hierárquicos: Cabos e caixas podem ser organizados em níveis hierárquicos de rede.
  • Tipos de elementos: Sistema permite a personalização de tipos de elementos (caixas, cabos, splitters, fusões, conectores, DIOs, equipamentos) dando total liberdade ao usuário para personalizar os elementos que vão compor sua rede, incluindo informações referentes a marcas e modelos dos mesmos.
  • Topologias de rede: Suporte a redes balanceadas e desbalanceadas.
  • Splitter 2xN: Já é possível mapear redes que utilizam splitters 2xN para topologias de proteção.
  • DIO: Elementos de DIO para fazer um desacoplamento organizado entre cabos e equipamentos.
  • Equipamentos: Definição de tipos de equipamentos e papel de suas interfaces, inclusive com parâmetros de potência e ocupação máxima, quando aplicável.
  • Caminhos válidos: É possível ensinar para rede quais os caminhos são possíveis para lançamentos de cabo e viabilidades comerciais.
  • Viabilidade comercial precisa: Viabilidade técnica precisa, instantânea e automática levando em conta parâmetros avançados como menor caminho válido, vagas em caixas de atendimento, limite de usuários por porta pon, potência mínima calculada. A capacidade de crescimento nas vendas torna-se independente de pessoas técnicas.
  • Implantação de rede: Possibilidade de informar ao cliente prazos mais precisos de instalação.
  • Aviso de manutenção: Possibilidade de visualizar todos os clientes que serão afetados por uma manutenção em qualquer ponto da rede. Informação pode ser utilizada para comunicar clientes e evitar congestionamento em callcenters.
  • Áreas potenciais:Geração de mapas de calor indicando regiões que estão procurando o sistema mas não estão sendo atendidas, permitindo uma expansão de rede muito bem direcionada, acelerando ao máximo o ROI da expansão.
  • Relatórios: Relatórios completos, exportáveis, por área, de todos os elementos de rede. Com isso é possível, por exemplo, valorar partes da rede em termos de passivos.
  • Ocupação:Informação gráfica, agrupada de acordo com o nível de zoom, indicando áreas da rede saturadas ou ociosas gerando insights valiosos para áreas de marketing e redes.
  • Aplicativo móvel: Aplicativo móvel para pessoal de campo (técnico e comercial), eliminando a necessidade de papel ou versões desatualizadas com informações conflitantes sobre a rede.
  • Integração: Desde o nascimento do sistema, 100% do que pode ser feito na interface pode ser feito via API, permitindo integração TOTAL com QUALQUER módulo ou aplicação. A API tem sua documentação publicada em sua íntegra no site da devOZ.
  • Importação de dados:Importação de postes, caixas, cabos, clientes, reservas técnicas em forma de arquivos simples CSV.
  • Escalabilidade: O sistema é muito leve, pensado desde a primeira linha de código em ser rápido mesmo em grandes redes, e seguindo a linha web, dispensando instalações complexas e hardwares específicos.
  • Segurança:Acesso criptografado utilizando HTTPS/SSL com certificado válido, sem custo adicional e com perfis de usuário que restringem ações, projetos e módulos.
  • Layers de mapas: Mapas são layers, o que abre possibilidade para virtualmente utilizar qualquer tipo de mapa como base. O Isis possui um serviço local de mapa para acelerar a visualização dos mesmos, evitando depender de servidores externos.
  • Georreferenciamento: Todos os objetos são georreferenciados no sistema.
  • Logs: Todas as ações realizadas no sistema são logadas para possibilitar auditorias.
  • Backups:Sistema extremamente rápido de geração e restauração de backups, seguindo o modelo de snapshots. Permitindo testes e simulações seguras.
  • Multiusuário: Número ilimitado de usuários pode utilizar o sistema ao mesmo tempo.
  • Respeito com os dados:Os dados de rede de um provedor são informações estratégicas de grande valor. O sistema é todo web, porém, descentralizado, ou seja, roda onde o provedor quiser, inclusive em sua própria estrutura, garantido controle total sobre seus dados.

Tenha sua própria experiência com o OZmap