#DicasOZmap | API do Google

As APIs do Google são conjuntos de interfaces de programação desenvolvidas para oferecer integração com serviços e ampliar as funcionalidades de sistemas de terceiros. Que tal conhecê-la melhor e aprender como ela pode ajudar no seu dia a dia?

É importante dizer que cada API possui uma funcionalidade, aqui no OZmap utilizamos as seguintes APIs do Google em nossas requisições:

  • Maps JavaScript API – fornece mapas ao site com imagens e dados locais.
  • Geocoding API – converte endereços em coordenadas geográficas (geocodificação) e coordenadas geográficas em endereços (geocodificação reversa).
  • Places API – oferece dados de mais de 100 milhões de pontos de interesse.
  • Elevation API – fornece consulta de todos os locais na superfície da terra permitindo o cálculo da mudança de elevação ao longo da rota.

Cada uma delas deve estar selecionada quando você for gerar a sua chave e para aprender a fazer isso basta clicar aqui.

Mas então, para que utilizamos tudo isso?

A API do Google pode ser usada de diferentes maneiras dentro do OZmap, as principais são:

CÁLCULO DE OTDR

Você provavelmente já viu a opção “Considerar relevo” ao fazer o cálculo do OTDR, ela fica logo abaixo do campo para digitar a distância e levanta bastante dúvidas. Basicamente, essa funcionalidade utiliza da API do Google para fazer um cálculo mais certeiro da distância, se baseando nas informações sobre o relevo da região para apontar o local com precisão.

Além disso, esse cálculo também irá lhe retornar um gráfico de elevação do resultado obtido, mostrando quanto foi a elevação em cada um dos pontos percorridos.

Para saber mais sobre o recurso de OTDR, clique aqui.

COMPRIMENTO DE CABO

Semelhante ao recurso de medição do OTDR com base no relevo, também é possível fazer o cálculo do comprimento de cabo utilizando o relevo da região por onde ele está passando. Para isso, basta acessar as propriedades do seu cabo e ir até o botão de “Atribuir distância com relevo”, semelhante ao da imagem abaixo.

Ao clicar nele, o botão será substituído pelo cálculo real do comprimento do cabo, calculado com base no relevo da região e irá atribuir esse valor ao campo “Comprimento 3D”.

Neste caso existe pouca diferença por se tratar de uma área mais plana, entretanto é muito prático para obter dados reais em localizações com grandes diferenças de elevação.

IMPORTAR CLIENTES COM ENDEREÇO

Você pode se surpreender com a facilidade de importar clientes somente com o endereço em seu arquivo CSV. Nesse caso, será obrigatório ter apenas duas colunas a de “código”/”nome” e “endereço”, como mostrado na imagem seguir:

Assim que o comando para importar for dado, com o documento inserido na área de importação de dados, uma janela como a da imagem abaixo se abrirá, solicitando a chave de API, caso você ainda não tenha ela salva nas suas configurações. Caso a chave já tenha sido registrada, a importação seguirá normalmente, utilizando o endereço para posicionar os clientes.

Para mais informações sobre como importar dados para seu OZmap, clique aqui.

REALOCAR CLIENTES EM LOTE

Essa funcionalidade existe para que você possa confirmar se os clientes estão na localização correta de acordo com o endereço cadastrado, o sistema utiliza os dados do Google Maps para localizar o endereço do imóvel e realoca-lo nas coordenadas correspondentes a esse ponto.

Para realocar clientes em lote basta gerar uma área (caso você não saiba como fazer isso, clique aqui), ir até a aba “clientes”, selecionar “ferramentas” e em seguida “alocar por endereço”.

Uma pequena janela será aberta com as opções da alocação onde é preciso informar a distância máxima da alocação, o que é muito importante, pois caso o endereço informado esteja incorreto o cliente poderá ser movido para um local muito longe ou fora da sua área de projeto. Se a distância exceder o valor passado o imóvel não será realocado, por isso preste muita atenção!

Existe ainda a opção de atribuir ao poste mais próximo após a alocação, caso essa opção esteja marcada o sistema irá procurar postes de acordo com a distância máxima para busca e conectar o cliente atualizando o caminho do drop automaticamente.

É importante ressaltar que a chave de API só é solicitada quando a alocação de clientes é feita em lote, caso seja feito apenas em um imóvel não será solicitado chave alguma, confira mais detalhes sobre isso em nosso artigo: Clientes.

ATRIBUIR ENDEREÇO AOS POSTES

Se os postes são elementos muito ativos em sua rede, você vai gostar de saber disso. No OZmap existe um pequeno botão, que através das coordenadas do poste, é capaz de encontrar o endereço e preenchê-lo para você!

Caso você deseje atribuir o endereço dos postes em lote também é possível através do relatório de área:

E agora que você sabe quais funções conseguimos habilitar com a chave API do Google, que tal gerar a sua?

Se quiser saber mais sobre as OZMap, confira os tutoriais em nosso canal!