#DicasOZmap | Projeto Backbone e troca de elementos de projeto

O OZmap permite a separação de seus projetos em projeto pai e projeto filho, te ajudando a documentar seu backbone de maneira mais eficiente e evitando a duplicação de elementos.

O projeto pai se trata do projeto principal, onde está a parte central da sua rede, já os projetos-filho serão suas derivações. A grande vantagem de documentar desta maneira é que elementos presentes no projeto pai serão mostrados nas áreas de projeto em comum com seus filhos, mas o contrário não será verdadeiro, e os elementos de um projeto-filho não aparecerão em seu pai, permitindo assim que você faça a documentação individual para determinadas regiões mantendo elementos que as conectam.

Para designar um projeto como pai, basta ir até os dados do seu filho e selecionar seu nome no campo “Projeto pai”.

Caso o projeto que você deseja atribuir não esteja aparecendo ali, vale verificar se ele já não possui um projeto pai para si. Dessa maneira ele não irá aparecer, pois o OZmap não permite a existência de um “Projeto avô”.

Assim que seus projetos forem interligados, os elementos do projeto principal já estarão aparecendo nas áreas correspondentes nos projetos secundário e, em casos especiais, é possível visualizar caixas de maneira inversa, do filho no pai, basta clicar com o botão direito em cima da caixa que você deseja e selecionar a opção “Compartilhar caixa com o projeto pai”.

Assim que compartilhada, a caixa ficará com um triângulo azul em seu desenho, semelhante ao da imagem abaixo, ajudando a identificá-la. O triângulo virado para cima indica que a caixa está sendo visualizada em seu projeto de origem e para baixo, que está sendo visualizada no projeto pai.

Ao abrir essa caixa, também será possível identificar sua origem pelo nome, que indicará entre parênteses o projeto ao qual ela pertence.

A ligação realizada entre projetos também é bastante útil para realizar a ação de transferência de itens de um projeto para o outro. Contando com uma ligação de pai e filho entre o projeto onde está o elemento e o de destino, é possível selecionar a opção “Trocar para um projeto pai/filho”, para isso é só abrir o elemento no seu projeto de origem e clicar com o botão direito em cima dele, procurando a opção indicada, conforme a imagem abaixo:

Isso pode ser feito com todos os elementos sejam caixas, cabos, clientes, entre outros.

Também pode-se fazer a troca de elementos em lote, para isso, o primeiro passo é gerar um relatório de área (para aprender a fazer essa operação, clique aqui).

A seguir, você pode decidir se deseja transferir todos os equipamentos daquela região ou apenas uma determinada categoria. Na primeira opção, basta ir até o botão “Trocar projeto” na aba “Geral” do seu relatório.

E então selecionar o projeto de destino.

Já para trocar elementos específicos, você pode ir até sua respectiva página do relatório e selecionar quais serão, ou não transferidos, seguindo o mesmo processo logo em seguida.

Ao transferir cabos e caixas separadamente, recomendamos que, ao transferir de pai para filho, sejam trocados primeiro as caixas e depois os cabos, e de filho para pai, que sejam trocadas primeiro os cabos, e depois as caixas. Fazer o processo em uma ordem diferente pode acarretar na criação automática de caixas nas pontas dos cabos, pois as caixas originais terão permanecido em um projeto que o outro não possui acesso.

Também é interessante notar que a ligação entre projetos não poderá ser desfeita enquanto um elemento do projeto pai estiver conectado no filho ou vice-versa, a conexão precisa ser removida para que ambos os projetos possam perder sua hereditariedade.

Para mais informações sobre o Backbone, clique aqui.

Agora que você aprendeu a conectar seus projetos, que tal otimizar a sua documentação do backbone?

Se quiser saber mais sobre as OZMap, confira os tutoriais em nosso canal!