Projeto de Redes para Provedores: O que você precisa saber

Oferecer uma conexão de internet rápida, sem interferência e com baixa latência é uma missão quem vem sendo cumprida por provedores regionais, que provam sua excelência crescendo diante das grandes empresas de telecomunicações. O que permite a ascendência comercial a esses provedores regionais é, sem dúvida, um projeto de rede bem estruturado, cautelosamente planejado.
triangle-3125882
Um projeto de sucesso adianta a existência de erros, e diante das menores falhas faz-se estruturas que melhorem todo o projeto, ainda que seja necessário uma demanda maior de tempo. Um projeto de fibra óptica deve conter a posição de todos os elementos ativos e passivos, cabos e ferragens e a descrição minuciosa dos equipamentos utilizados com ilustração das fibras nas caixas de emenda e atendimento.

vantagens de um projeto minucioso

1 - Mantém organizadas as informações completas de todas as conexões e emendas ópticas.

2 - Otimiza a capacidade dos ativos da rede.

3 - Possibilita a correta administração de ativos e passivos.

4 - Facilitação da manutenção da rede e futuras expansões.

5 - Permite entender melhor a área de atendimento o que resulta em satisfação do cliente.

Como montar um projeto de sucesso: Recomendações

O primeiro passo sempre será fazer um estudo de campo. Uma ferramenta aliada nesse momento pode ser o Google Earth, falaremos disso adiante. É imprescindível uma análise que delimite a área que o provedor deseja atender. Ao decidir uma área deve-se mapear os clientes para chegar a um número real da quantidade de assinantes. É interessante ter em mente uma porcentagem de ruas e casas em que se prestará o serviço. Assim, mais facilmente, especificar os postes e traçar definitivamente a posição de cabos e caixas de emenda óptica e de terminação, sempre considerando as estruturas existentes. Depois desse importantes passos iniciais de delimitação espacial é necessário:

Conhecer atentamente os manuais disponibilizados pelos fornecedores.

Conhecer as especificações técnicas de cada aparelho e definir todos os equipamentos que serão usados na infraestrutura das redes.

Indicar o caminho da fibra com conhecimento da topologia local.

Mapear todas as fusões e conexões da rede para minimizar falhas e interrupções futuras no serviço, o que também permite que a manutenção seja mais segura e precisa, ou seja, para que o projeto tenha sucesso é essencial um diagrama óptico.

Por fim, um passo importante é a formulação da documentação. Esse é um estágio fundamental para qualquer empresa de TI. A documentação, além de orientar a inclusão de novos clientes  vai orientar todas as manutenções de rede. Diante da import ncia desse passo é necessário dizer que além de ser criada com atenção, deve manter-se atualizada, ainda que sejam pequenas as alterações ao longo do percurso. 

Google Earth na montagem do pré-projeto

A visão tridimensional do globo oferecida pela ferramenta Google Earth pode ser uma aliada importante no passo inicial do estudo de campo. Google Earth é uma ferramenta prática, basta:

Criar uma pasta com nome do seu projeto.

Criar subpastas com as informações dos clientes. área que consta no projeto, o local de saída do link e, caso existam, fibras e caixa.

É necessário posicionar os clientes e criar ícones com a quantidade de clientes por rua.

Posicionar o link.

Indicar todas as caixas e fibras existentes.

Salve o pré-projeto clicando com o botão direito em cima da pasta principal. Escolha onde o pré-projeto ficará disponível e finalize o processo. É importante, em caso de maiores dúvidas, assistir à algum tutorial da ferramenta.

Tenha sua própria experiência com o OZmap

Uma resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *